Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

IMAGENS SAGRADAS PODEM SERVIR COMO LIVRO PARA IGNORANTES?

Imagem
por Vivius Silva Pimentel
As discussões dos últimos dias sobre a suposta validade de "imagens pedagógicas" de Cristo me levaram a reler o capítulo 11 do primeiro livro das Institutas. Trata-se dum capítulo em que se apresenta com especial clareza não apenas a sabedoria de Calvino, mas também a sua (nem sempre tão) fina ironia.
A certa altura, ao discutir o argumento de que imagens são "livros para indoutos", Calvino sai com esta tirada cavalar: "Há uma simples razão pela qual aqueles que têm igrejas a seu encargo entregam o ofício do ensino aos ídolos: é porque eles próprios são burros".
A grosseria talvez seja desnecessária, mas o argumento que a precede é bíblico e valioso: tudo o que as imagens nos ensinam a respeito de Deus é necessariamente "fútil e falso". O madeiro é "ensino de vaidade", diz Jeremias (10.8), e a imagem de fundição apenas "ensina mentira", diz Habacuque (2.18). Fazer representações visíveis de Deus é a…

COMENTÁRIO BÍBLICO JÓ 1.4-5 Quais foram os pecados dos filhos de Jó?

Imagem
por Lucio Manoel

Jó 1.4-5 É recomendável a leitura dos dois primeiros capítulos para melhor compreensão do contexto.
Os versículos que aparecem entre aspas são minha tradução a partir do Texto Hebraico, para servir aos leitores na comparação com outras versões em Português. “E iam seus filhos e faziam festa (banquete, almoço), cada casa em seu dia;  e enviaram e chamaram as suas três irmãs para comer e beber com eles. Aconteceu pois o rodízio dos dias da festa; e enviou Jó e os santificou, e se levantou de manhã bem cedo e levantou (ofereceu) holocaustos do número de todos eles, pois disse Jó: talvez os meus filhos tenham pecado e amaldiçoado (blasfemado) a Deus em seu coração.” 
No mundo antigo, como em Israel posteriormente, haviam muitas festas. Festas que duravam dias. O texto não identifica uma festa específica. Não há nenhum significado especial na palavra הַמִּשְׁתֶּ֜ה, pois pode indicar uma festa ou uma simples refeição (Gn 19.3). Pode se tratar de uma festa típica, como colh…

COMENTÁRIO BÍBLICO LEVÍTICO 10.1-2 O que era o Fogo Estranho?

Imagem
por Lucio Manoel

Levíticos 10.1-2

É recomendável a leitura dos capítulos 9 e 10 para melhor compreensão do contexto.

“Os filhos de Arão, Nadabe e Abiú, tomaram cada um o seu incensário (braseiro) e acenderam (puseram) nele fogo e colocaram sobre ele incenso; e aproximaram diante de Yahwweh fogo estranho que não tinha ordenado a eles. E saiu fogo de diante de Yahweh e consumiu eles; e morreram diante de Yahweh.”
Para que o leitor possa fazer comparações com as versões em Português, os versículos que são citados entre aspas são minha tradução do Texto Hebraico.
Algumas passagens bíblicas mostram pessoas comuns usando incensário, como no episódio da rebelião contra Deus, à porta da tenda da congregação (Nu 16). Mas o ato de queimar incenso é descrito posteriormente como serviço sagrado dos sacerdotes (Ex 30.1-10; 40.1-9; 16-27; Lv 16.1,12-13; Nu 16.40). 
Este capítulo dez de Levítico é um desdobramento negativo do capítulo 9. Dois dos novos sacerdotes, Nadabe e Abiú, filhos mais velhos …