Casamento Cristão: Peregrinos Ajudando Peregrinos

Dia 08 de Julho de 2010
Palestra: Casamento Cristão: Peregrinos Ajudando Peregrinos
(I Pe 3.1-16)
Palestrante: Dr. Nelson Kloosterman
Resumo: Marcel Mattos Tavares

Introdução

I Pe 3.15 – O palestrante nos encoraja a termos o caráter deste texto. Esta deve ser a maior característica da vida peregrina. Casamento é importante para influenciar a sociedade. O lar deve influenciar a sociedade e não o contrário. Devemos lutar contra as influencias do mundo.

Dois aspectos importantes da introdução:

•O impacto do estilo peregrino do mundo ao nosso redor (Como uma pequena igreja pode
impactar uma sociedade inteira? Como uma esposa cristã pode influenciar um marido
descrente?).

•Devemos estar preparados para responder a todo aquele que pedir razão da nossa esperança
As filhas de Sara I Pe 3. 1:6

Caráter contra cultural no texto, ninguém gosta de ouvir certas verdades por causa da
influencia venenosa do feminismo. Estes versículos não são apenas para as mulheres, mas para os homens também, no sentido de que eles não podem agir com orgulho a suas esposas.

O chamado das mulheres a submissão a seus maridos

•I Pe 3.1-2 – Caráter evangelístico da submissão cristã
•I Pe 3. 3-6 – A beleza imarcescível da submissão cristã

Aqui não trata da inferioridade ou superioridade. A autoridade emana submissão, é como a relação entre Deus Pai e Deus Filho, ninguém é superior, mas sim possuem atribuições diferentes (Ef 5.21-22).

Os maridos devem aprender a amar suas esposas. Devem tratá-las conforme Cristo tratou a igreja e entregou-se por ela. As mulheres devem ser submissas como Sara para com Abraão(Honra e respeito) (Gn 18.12).

As mulheres tem que ter critérios para escolher seus futuros maridos assim como os homens
para com suas futuras esposas. Para as mulheres, estas devem buscar alguém com os atributos de Cristo. E os homens devem escolher mulheres com disposição para ser como Sara.

Submissão a autoridade como evangelismo

Honrar ao Senhor em casa, brilhando com a luz de Cristo. Submissão peregrina, mesmo com
marido não cristão. Ela deve seguir se submetendo.Desta forma a esposa poderá ganhar seu marido mesmo sem palavras.

Submissão de uma esposa com marido descrente deve levar em conta a natureza evangelística; A beleza da mulher cristã deve ser interior, pois a exterior é passageira. (Ez 16; I Pe 3.3-4)

Onde deve residir a beleza feminina

No coração. A beleza exterior é passageira. A beleza da mulher deve residir no seu
relacionamento com Cristo.

•I Pe 3.5 - O evangelho liberta da moda e dá a verdadeira

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Série: O que a Bíblia diz (VERSÍCULOS SOBRE A ELEIÇÃO E PREDESTINAÇÃO)

SÉRIE: ELEMENTOS DO CULTO. A SAUDAÇÃO

OS DEVERES DOS PRESBÍTEROS, DIÁCONOS E DA CONGREGAÇÃO