segunda-feira, 31 de maio de 2010

A FIDELIDADE DE DEUS

A Fidelidade de Deus
Leitura Bíblica: II Timóteo 2.13
Pr. Elissandro Rabelo
Igreja Reformada em Maragogi
Autorizado

1. A infidelidade é um dos pecados mais freqüentes e comuns nestes dias maus (desonestidade nos negócios, infidelidade conjugal, infidelidade na igreja, etc.). Nenhum ser humano, inclusive os crentes está imune desse pecado. Contudo, devemos abandonar tal pecado e viver em fidelidade diante do Senhor e dos homens.

2. Diante da terrível cena da infidelidade dos homens, contemplamos com alegria Aquele que é fiel em todas as coisas e em todo tempo, o Nosso Deus (Dt.7.9). A fidelidade é uma qualidade essencial no ser de Deus, pois sem ela ele não seria Deus (II Tm. 2.13; Is. 11.5). Deus é fiel. Ele não esquece e nem volta atrás com a sua palavra. Ele está comprometido em cumprir cada promessa e profecia e também cada ameaça (Nm. 23.19).

3. As ilustrações sobre a fidelidade de Deus são muito abundantes nas Escrituras. O que aprendemos acerca da fidelidade de Deus em Gn. 8.22? Compare Gênesis 15.13-16 com Êxodo 12.41 e Isaías 7.14 com Gálatas 4.4 e veja como Deus é fiel. Deus é fiel também no cumprimento de suas ameaças (história de Israel, Faraó, Acabe, etc.) Por que precisamos saber acerca da fidelidade de Deus?

4. Há situações na vida de todos os homens, inclusive na vida dos cristãos, quando não é fácil crer que Deus é fiel. Dê alguns exemplos. Por que devemos confiar em Deus em toda e qualquer situação? (João 13.7; Isaías 30.18; Romanos 8.28).

5. Deus é fiel ao cuidar de seu povo. O que aprendemos de I Coríntios 1.9? Deus não permitirá que pereça um só daqueles que fazem parte da herança que ele deu ao Seu Filho, mas os livrará do pecado e condenação e lhes dará a vida eterna em Cristo.

6. Deus é fiel ao disciplinar seus filhos. A fidelidade de Deus é uma verdade que devemos reconhecer não só quando estamos em paz, mas também quando sofremos a mais severa repreensão. É a fidelidade de Deus que maneja a vara com que nos fere (Sl. 119.75). Por que precisamos reconhecer isso? (Dn. 9.7; Sl. 89.32,33). As aflições nos são necessárias? (Os. 5.15).

7. Deus é fiel ao glorificar seus filhos. Em que se fundamenta a certeza da nossa perseverança e glorificação? (I Tess. 5.24; Romanos 8.30; II Tm. 1.12).

8. A compreensão e certeza da fidelidade de Deus nos livrarão da ansiedade. A ansiedade é o pecado de negar a fidelidade e o poder de Deus em cuidar de nós. O crente deve depositar sua fé no Deus que é o Seu Pai Bondoso e Fiel.

9. A compreensão da fidelidade de Deus refreará nossa murmuração. O Senhor sabe o que é melhor para cada um de nós e descansar nesta verdade fará calar nossas queixas impacientes.

10. A compreensão e certeza da fidelidade de Deus aumentarão nossa confiança em Deus (I Pe.4.19). Além disso, a fidelidade de Deus em nosso favor nos motivará a viver uma vida de fidelidade diante do Senhor e diante dos homens, seja na igreja, em nossos relacionamentos, em nosso trabalho e em toda a nossa vida.

Nenhum comentário: