segunda-feira, 19 de abril de 2010

HERANÇA PURITANA. Carta escrita à esposa no dia da sua execução

Carta final de Chistopher Love a sua esposa grávida, Mary da Torre de Londres

22 de agosto de 1651

O dia da minha glorificação

Minha tão graciosa amada,

Vou agora de uma prisão para um palácio. Terminarei o meu trabalho; vou agora receber meu salário. Vou ao céu onde estão duas de minhas crianças, e deixando você na terra onde estão três de meus pequeninos. Aqueles lá encima não precisam de meus cuidados, mas os três aqui embaixo precisam dos teus. Consola-me pensar que dois de meus filhos estão no ceio de Abraão, e três deles estarão nos braços e cuidados de uma mãe tão terna e piedosa.

Sei que você é uma mulher de espírito triste, contudo seja consolada; embora sua tristeza seja grande pela partida de seu esposo deste mundo, tuas dores serão menos ao trazer à luz seu filho neste mundo. Você será uma mãe alegre, embora seja uma viúva triste. Deus tem muitas misericórdias em depositar para você; as orações por você é de um esposo que morre, não serão perdida, por vergonha minha: nunca orei tanto por você em liberdade como orei em prisão, não posso escrever mais, mas tenho alguns conselhos práticos para deixar para você:

1 Conserve-se sobre ministério sadio, ortodoxo, e consciencioso. Ah, existem enganadores que sairão pelo mundo, mas as ovelhas de Cristo conhecem a sua voz, não seguirão. Dê atenção ao ministério que ensina o caminho de Deus na verdade, siga o conselho de Salomão, Provérbio 19:27 " Se deixas de ouvir a instrução ... desviar-te-às das palavras do conhecimento".

2 Crie os filhos no conhecimento e admoestação do Senhor...

3 Ore com sua família diariamente, para que sua casa possa ser contada entre as famílias que invocam a Deus.

4 Esforce-se por um espírito manso e tranqüilo, que à vista de Deus tem um alto preço, 1 Pe 3.4

5 Medite, não nos confortos que você quer, mas nas misericórdias que você tem.

6 Olhe antes para a finalidade que Deus tem em afligir, do que para a medida e grau em que você é afligida.

7 Trabalhe para deixar clara suas evidências a favor do céu quando Deus tirar de você os consolos da terra, para que, quando seus sofrimentos forem abundantes, também possam abundar mais ainda as consolações em Cristo, 2 Co 1.5.

8 Embora seja bom manter um zelo santo para não ser enganada pelo coração, contudo é mau você guardar temores e dúvidas sobre a verdade de suas graças. Se algum dia confiei no tocante à graça de outra pessoa, tenho plena confiança no tocante a graça que há em você...Empenharia minha alma no lugar da sua, tanta a confiança que tenho em você.

9 Quando achar seu coração seguro, presunçoso e orgulhoso, então medite mais na corrupção do que na graça, mas quando você achar seu coração Carta final de Chistopher Love a sua esposa grávida, Mary da Torre de Londres

10 Estude o pacto da graça e os méritos de Cristo, e então se preocupe se puder. Você está interessada num pacto que aceita propósitos como desempenho, desejos como ação, sinceridade como perfeição, a justiça de outro - de Jesus Cristo, como a sua, Oh, meu amor! Descanse, descanse então no amor de Deus, no ceio de Cristo...

Retirado da Revista Os puritanos edição número 1 de 2006, pg 23

Nenhum comentário: